11 maneiras para escrever bem e melhor

11 dicas para escrever bem

Todos somos escritores agora. Se você escreve livros, posts, e-mails, tweets ou mensagens de texto, você é um escritor. Não importa seu meio preferido, aqui seguem algumas dicas para ajudá-lo a escrever bem.

Leia também:
» Infográfico: nunca é tarde para aprender
» Infográfico: como usar o storytelling para destacar seu conteúdo
» Como escrever emails assertivos

Trate mensagens de texto como prosa

Antes de enviar, leia seu texto: veja a ortografia, conteúdo, pontuação. Pergunte-se: O que estou tentando comunicar? O que eu estou tentando expressar? Seja mais cuidadoso com sua escrita casual e, automaticamente, você se tornará mais cuidados em outros meios.

Palavras são ferramentas para escrever bem

Expanda seu vocabulário para tornar sua escrita mais precisa. Não há necessidade de usar uma palavra de dez reais quando uma palavra de dez centavos basta, mas ter mais ferramentas à disposição permitirá a você que selecione a ferramenta mais apropriada ao trabalho. Porque, às vezes, você precisa de um machado, às vezes você precisa de um bisturi. Então escolha uma palavra nova todos os dias e use -a, pelo menos, 21 vezes em suas conversas com os outros. As palavras mais úteis vão ficar e seu vocabulário vai expandir com o tempo.

Faça isso diariamente

Se quiser melhorar sua escrita, escreva diariamente – torne isso um hábito diário. Escrever é um músculo: se não usar, vai perder. Uma das melhores maneiras para garantir uma escrita consistente é começar um blog.

Pontuação. É. Ritmo

Para adicionar variedade, velocidade e cadência à sua escrita, brinque com diferentes pontuações: pontos, vírgulas, travessões, dois pontos, ponto e vírgula. Frases curtas comunicam tensão. Parágrafos longos, por outro lado, ajudam a estabelecer um ritmo franco e apressado – um sentimento de que o ritmo está aumentando à medida que as palavras correm pela página.

2016-02-29_11_dicas_escrever_bem_2

Evite pigarros

Blogs, livros e mídias sociais estão poluídos com introduções, digressões solipsistas e bobeiras desnecessárias. Abandone a tolice e esclareça seus pontos. Quando em dúvida, apague seus primeiros dois parágrafos e veja se a escrita melhora.

Não desperdice o tempo do leitor

Nosso tempo e atenção são dois dos recursos mais preciosos. É egoísmo forçar o leitor a gastar quinze minutos lendo algo que você poderia e deveria ter comunicado em 90 segundos. Se quiser ganhar a confiança dos seus leitores, não desperdice o tempo deles.

30% composição, 70% edição

Para cada hora que você gasta escrevendo, gaste três horas editando, moldando seu trabalho em algo mais conciso, mais poderoso – mais bonito. Escrever bem é, verdadeiramente, reescrever.

Urgência narrativa

Cada sentença deve servir a um propósito: sua primeira sentença deve fazer o leitor querer ler a segunda. A segunda sentença deve impulsionar o leitor para a terceira. Assim por diante até o fim. Se uma sentença não avançar a narrativa – se ela não tornar a escrita mais urgente – então ela deve ser cortada, não importando quão sábia ou preciosa ela for.

Evite usar muitos advérbios

Um sinal certo da escrita amadora é o uso excessivo de advérbios, especialmente advérbios de intensidade. Uma mulher em uma história não é incrivelmente bonita – ela é linda; o céu não é muito azul – é índigo. Encontre as palavras certas e evite usar advérbios como muletas.

Siga as regras e, então, deixe de segui-las

Aprenda as regras de como escrever bem para que possa quebrá-las eficazmente.

Leia mais sobre escrita

Não importa seu nível de competência, sempre há espaço para melhorar.

Texto originalmente escrito por Joshua Fields Millburn no site The Minimalists. Traduzido e adaptado pela equipe do Tutano.

Confira as oportunidades na área de Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO