2016-01-11_keep_calm_transition

Que tal transformar suas resoluções de ano novo em realidade? Se você sempre promete melhorar o desempenho no Inglês ou desenvolver seus conhecimentos no idioma, vem comigo!

Leia também:
» Transition vai desbloquear o seu conhecimento em Inglês
» Infográfico: nunca é tarde para aprender
» Saiba como se programar para trabalhar em outro país

2016 já deu sua largada trazendo uma série de possibilidades e oportunidades para fazer diferente. O ano inicia também com incertezas e dúvidas. Mas se há algo sobre o qual todos temos certeza é sobre os benefícios e horizontes amplos que o Inglês traz, independente de circunstâncias políticas, econômicas ou pessoais.

Ao longo desses vários anos como profissional de idiomas, continuo a perceber a dificuldade real dos brasileiros em atingir um patamar de desenvoltura que permita usar o Inglês sem tanta ansiedade, medo e constrangimento. Vejo também certos mitos e falsas propagandas circulando tanto na mídia quanto no inconsciente coletivo que fazem do assunto um tabu.

Muita gente tem vergonha, sofre, acha que tem o pior Inglês do mundo. Também é comum recrutadores e empresas não conversarem sobre as dificuldades e o gap entre conhecimento e desempenho, ficando a impressão generalizada que todo mundo tem que ser fluente e ponto!

Em parceria com o trampos.co, criei o Transition para tirar esses assuntos de lá debaixo do tapete, trazê-los à tona, esclarecendo algumas lacunas do aprendizado versus uso na vida real, apontando e desmistificando esses mitos e medos que tanto atrapalham na hora de entregar um Inglês funcional numa viagem ou no trabalho.

Além de trazer uma visão mais prática sobre o Inglês inserido no seu dia a dia, o Transition fornece dicas de ferramentas, apps e sites que vão proporcionar muito mais autonomia para você poder se comunicar mais fácil e adequadamente. Por exemplo, todo mundo sabe que tem tradutor e dicionário online. O dicionário foca na definição e exemplos, nem sempre indicando se a palavra é a melhor na situação que você quer usá-la, não é?

E os tradutores? Risos! Eles ajudam, mas é como ser guiado por um GPS, não prestamos atenção e não saberíamos fazer nós mesmos sem sua ajuda.

Ensino também como desenhar objetivos mais claros, que priorizam o seu tempo e esforços. Afinal uma das coisas que mais frustra é a sensação de muito dinheiro e tempo gasto estudando sem parecer sair do lugar. Por fim, no Transition, reservamos um espaço para pensarmos sobre os termos, verbos e expressões que mais precisamos para descrever e falar sobre nosso trabalho e vida pessoal, elaborando um glossário individual de palavras-chave que vão servir de base para entrevistas, currículos e outras situações pertinentes.

Se você também decidiu que esse ano vai tirar esse assunto lá debaixo do tapete e quer trilhar um caminho mais tranquilo e focado para obter melhores resultados, tenho certeza que podemos trabalhar isso juntos. Sem dúvida uma experiência que vai transformar o seu aproveitamento das aulas de Inglês, e como você se posiciona fora delas também!

Garanta sua vaga no Transition

DEIXE UM COMENTÁRIO