Como posso aumentar minhas chances de ser selecionado no trampos? | Pesquisa

Pesquisa: como aumentar as chances de ser contratado pelo trampos.co? | tutano

Aqui no trampos.co, queremos ser o mais transparentes possível em relação aos processos de seleção, para que candidatos possam fazer uma avaliação de suas aplicações em oportunidade e aprimorá-las, para conquistar seus objetivos profissionais.

Leia também:
» 7 erros mais comuns de candidatos, segundo os recrutadores
» O que um ano de rejeições de emprego me ensinaram sobre me apresentar
» 7 razões porque bons candidatos não passam na entrevista

Para ajudar você a encontrar o trampo dos sonhos e, mais importante que isso, ser aprovado nas primeiras etapas dessa seleção, fizemos uma pesquisa detalhada sobre comportamentos de profissionais e taxas de aprovação para ajudar a melhorar a sua performance.

ATENÇÃO: Os dados demonstrados abaixo são retirados de forma inteiramente anônima de candidaturas realizadas através do trampos.co. A pesquisa mostra tendências e conselhos, mas de nenhuma forma deve ser tomada à risca, nem tratada como “regra”.

 

Conheça características de candidatos com maiores taxas de aprovação na primeira seleção aqui pelo trampos.co:

[TL;DR? Vá direto ao resumo.]

 

Carta de apresentação

A carta de apresentação é um dos primeiros contatos do recrutador com os candidatos. Seus primeiros 136 caracteres aparecem para o recrutador na miniatura do Caesar, antes mesmo do CV ou do portfólio.

Caesar: ferramenta de gestão de candidaturas do trampos.co

Quer dizer que só 136 caracteres (quase o tamanho antigo de um tweet) já são suficientes para convencer recrutadores de que você é a pessoa ideal para o cargo? Não necessariamente.

Relacionamos o tamanho da carta de apresentação e a taxa de seleção de candidatos para próximas etapas do processo seletivo. E foi isso que descobrimos:

chart

A grande maioria das cartas de apresentação enviadas pelo trampos tem entre 300 e 400 caracteres (34,6%). Porém, as maiores taxas de aprovação estão na faixa entre 500 e 2.000 caracteres.

Cartas com menos de 100 caracteres são entre 9% e 8,4% dos selecionados, que é de 2 a 3 pontos percentuais menor. Ao mesmo tempo, falar pelos cotovelos também não é aconselhável: as cartas com mais de 4.000 caracteres têm taxas bem mais baixas de seleção, de 5,7%.

 

Como sair na frente:

Não é regra que a sua carta precise ter entre os 500 a 2.000 caracteres, mas, quanto mais os recrutadores souberem sobre você, maiores as chances de reconhecerem seu potencial para a vagaSe você consegue informar tudo isso de forma sucinta, melhor ainda! Mas, essas informações precisam estar lá, de uma forma ou de outra.

Por isso, vale a pena investir um tempinho na carta de apresentação, trazendo informações relevantes sobre você, suas experiências, sua identificação com a empresa que anunciou a vaga e porque você é o candidato ideal para a vaga.

» Confira dicas para escrever uma carta de apresentação assertiva.

 

“The early bird gets the worm”

Averiguamos também que as primeiras 50 candidaturas têm relativamente mais chances de serem selecionadas para próximas etapas de seleção do que as aplicações que vem depois. As primeiras 5 tem 20,4% de seleção, caindo para 13,5% nas posições 41-50.

Não é regra, mas, estatisticamente, chegar antes dá mais chances para que os recrutadores avaliem seu currículo e portfólio, melhorando as taxas de qualificação para próximas etapas.

chart (1)

 

Como sair na frente:

Você pode programar um horário todos os dias na sua rotina para verificar as oportunidades publicadas e se candidatar. Assim, há grandes chances de encontrar vagas que foram publicadas recentemente e ser um dos primeiros.

Outra opção é ativar as notificações por e-mail aqui no trampos. Uma vez por dia, em um horário escolhido, te enviaremos as oportunidades dentro da sua área para que você possa se candidatar. Para isso, basta acessar suas configurações aqui.

 

Faixa salarial

Uma pergunta frequente que recebemos é se é possível pedir algo fora da faixa salarial estipulada pelos recrutadores, e o impacto da pretensão na candidatura. E o que descobrimos foi, no mínimo, interessante.

Não se engane pensando que pedir faixas salariais muito abaixo do estipulado pelo recrutador aumenta suas chances. As taxas de seleção para quem pede salários 51% menores ou abaixo é de apenas 3,2%.

trampos.co | Candidatos selecionados vs. pretensão salarial

A principal hipótese para isso é que, geralmente, quem pede faixas salariais menores, pode não ter a experiência necessária, conhecimentos técnicos ou nível para o cargo que está se candidatando, o que é visto com maus olhos pelos recrutadores.

Para aqueles que colocam pretensões salariais 1 a 10% menores, a taxa de aprovação é 8,7%. O que nos surpreendeu foi o que veio depois: a taxa sobe para 10,4% em pretensões dentro da faixa e 1 a 10% a maiores. A partir daí, a taxa tende a cair significativamente, com raras exceções (200% maior, no caso de profissionais de nível sênior, cargos de gerência e funções de altíssima responsabilidade).

 

Como sair na frente:

A princípio, é melhor se candidatar apenas à oportunidades que atendam a suas expectativas de remuneração (ou de até 10% mais). Além disso, é importante considerar os requisitos e o nível solicitado pelas oportunidades, para não ser alguém super qualificado se candidatando para vagas de nível júnior, nem o contrário.

 

Perguntas

Muitos recrutadores fazem perguntas aos candidatos por meio de um recurso da plataforma. Nelas, é possível conhecer mais sobre habilidades comportamentais, ou até mesmo perguntar quais são as experiências de candidatos em determinada ferramenta ou área.

Por isso, respondê-las bem é importante para aumentar suas chances de ser selecionado e, possivelmente, contratado.

Em nossa pesquisa, identificamos que a maioria das respostas tem entre 25 e 200 caracteres. Para colocar em perspectiva, um tweet tem 240 caracteres.

trampos.co | Candidatos selecionados vs. Média de caracteres de respostas

Enquanto isso, as maiores taxas de aprovação, de aproximadamente 20%, estão nas respostas com 600 a 1.000 caracteres. É claro que há exceções: no caso de perguntas de “sim ou não”, não adianta encher linguiça.

Por outro lado, a situação também muda de acordo com a área. Em Design, as perguntas costumam exigir respostas mais sucintas. Na programação e na área Comercial, respostas mais extensas sobre trajetória e conhecimentos técnicos se saem melhor.

Confira abaixo a relação entre quantidade de caracteres das respostas com as maiores taxas de aprovação por área de atuação da oportunidade.

trampos.co | Número de caracteres na resposta por categoria

 

Como sair na frente:

É importante levar em consideração o contexto da pergunta e tomar seu tempo para respondê-la com cuidado. Se a pergunta for objetiva, é importante responder objetivamente. Há muita diferença entre quando um recrutador pergunta “De 0 a 10, como você avalia seu conhecimento nessa ferramenta?” ou “O que você sabe fazer com a ferramenta X?”.

Para perguntas que pedem para que candidatos expliquem suas trajetórias ou suas experiências com determinada área de atuação, dá para elaborar um pouco mais.

 

Atualização do perfil

Por fim, mas não menos importante, está a atualização do perfil. No nosso artigo 7 erros mais comuns de candidatos, segundo os recrutadores, explicamos a importância de manter o currículo atualizado e completo. Por isso, fomos atrás de quantos profissionais atualizaram seus currículos nos últimos tempos.

32,64% dos profissionais atualizaram suas habilidades, experiências, idiomas ou educação no último mês. 18,69% não atualizam há pelo menos 3 meses e 11,23% até 6 meses.

trampos.co | Gráfico: Atualização de experiências, skills, língua ou educação por candidatos

Ou seja, ao atualizar seu currículo com informações de experiência, habilidades, idiomas ou formações, você já fica na frente de 37,44% dos candidatos que não atualizam seus perfis há 7 meses ou mais.

Esses não são os únicos dados relevantes que descobrimos. O feedback de recrutadores nos mostrou que perfis incompletos até podem ser selecionados, mas não há como contratar esses profissionais pela falta de informações de contato como telefone, e-mail, celular, endereço, etc.

trampos.co | Gráfico: Atualização de campos por candidatos

Assim, essas informações também precisam ser atualizadas com frequência, mas apenas 44% dos candidatos atualizaram no último mês, caindo para 24,55% nos últimos 3 meses e 25,57% nos últimos 6 meses.

 

Como sair na frente:

Atualizar o currículo sempre que tiver uma nova experiência, formação, cursos, é uma boa pedida. Mas, também, não se pode esquecer de atualizar outras informações, como contato, endereço, telefone e e-mail.

 

Resumindo

No geral, para aumentar suas chances de ser selecionado pelo trampos (ao menos estatisticamente), você pode:

  • Caprichar na carta de apresentação: diga tudo que é relevante sobre sua vida profissional, de forma sucinta;
  • Tentar ser um dos primeiros a se candidatar à oportunidade;
  • Atualizar seu currículo e dados de contato com certa frequência;
  • Se aplicar a oportunidades que atendam melhor às suas expectativas de remuneração;
  • Analisar o conteúdo e o contexto das perguntas de recrutadores com cuidado antes de responder.

É isso aí, pessoal. Esperamos que essas dicas sejam valiosas para a conquista dos seus objetivos profissionais 😄

Se tiverem dúvidas ou dificuldades em suas candidaturas, podem contar com a gente!

DEIXE UM COMENTÁRIO