Três dicas básicas para elaborar um portfólio

texto 1 - blog - dicas de porfólio

Para quem está começando – e até mesmo para quem já está no mercado há algum tempo -, elaborar um portfólio de respeito no mercado pode não ser nada fácil. E quando se trata de um portfólio voltado para chamar a atenção de agências de publicidade, aí fica ainda mais complicado. Afinal, você estará expondo seu trabalho, sua produção e, principalmente, sua criatividade diretamente para profissionais gabaritados no assunto. Portanto, é preciso caprichar, tanto no conteúdo quanto no acabamento do seu material. Elaboramos três dicas bastante válidas para você causar uma boa impressão e, quem sabe, conquistar o trampo dos seus sonhos com um portfólio de sucesso. Vamos lá?

1. Invista na primeira impressão

A publicidade é uma das poucas áreas em que a embalagem conta muito (às vezes até mais do que o próprio produto). Logo, nada de levar amostras soltas de seus trabalhos nas mãos, bem como inseri-las dentro de uma pasta comum de arquivo. Cuide do acabamento: opte por encadernar seus projetos ou cogite personalizar uma pasta com sua marca própria. O mesmo vale para apresentações online.

2. Mantenha sempre o foco

Quantidade é sempre bom, mas é preciso parcimônia. Lembre-se que em uma entrevista de emprego, você provavelmente terá pouco tempo para passar seu recado. Sem contar que normalmente quem irá contratá-lo não terá disponibilidade para fazer do seu portfólio o seu livro de cabeceira. Sendo assim, escolha os trabalhos mais relevantes. Seja assertivo e moderado.

Em seguida, coloque-os em sequência cronológica que o auxilie a expor as habilidades adquiridas ao longo da sua carreira. Aumente suas chances dando preferência à peças que tenham mais a ver com a oportunidade pela qual está concorrendo no momento. É sempre importante personalizar seu material de acordo com o perfil explicitado na oportunidade.

3. Valorize seu conteúdo

Se você já mandou bem no acabamento e o paginou de maneira lógica seus melhores projetos, é hora de valorizar o conteúdo. Aqui não há limite para a criatividade: explore o design, a tipologia e os desenhos. Mostre que literalmente domina as ferramentas básicas (por exemplo, o pacote Adobe é o principal requisito nas áreas de Design e Criação). Faça do seu portfólio um interessante exercício de metalinguagem. Mas atenção: não exagere – ou seu material corre o risco de parar na gaveta dos conteúdos ininteligíveis. Preze por um conteúdo direto ao ponto.

Independentemente de qualquer dica, o que vale mesmo é a autenticidade. Se você tem talento e se empenha para desenvolver suas habilidades, não deixe de mostrar essas qualidades sempre que tiver oportunidade. O portfólio ideal é o que espelha sua personalidade, demonstra seu talento e, ao mesmo tempo, dá ao seu empregador uma clara noção do seu potencial dentro da empresa.

Agora que você já sabe o que seu material não pode deixar de ter, que tal já colocar todas essas dicas em prática?

Se você já tem perfil no trampos

Atualize-o

Mas se você ainda não tem

Crie seu perfil agora

DEIXE UM COMENTÁRIO