Guia de Profissões: Diretor(a) de Arte

2016-04-04_diretor-de-arte

Atraídos pela atmosfera ultra criativa que envolve a área de Criação nas agências, a arte é certamente o destino mais desejado por estudantes de Publicidade e Design – pelo menos no início da graduação. Porém, o Diretor de Arte vai muito além da figura caricata da pessoa que sempre tem as ideias mais mirabolantes do grupo. Sua tarefa é determinar como uma marca deve ser visualmente representada.

Leia também:
» Guia de Profissões: Planejamento
» Entrevista com Frederico Roberto, Associate Creative Director na VML Londres
» Entrevista com Fábio Astolpho, Diretor de Criação na F.biz

Para começar, vamos esclarecer rapidamente uma dúvida muito comum quando o assunto é Criação: quais as principais diferenças entre o Diretor de Arte, o Diretor de Criação e o Designer?

O Diretor de Arte é responsável pelo conceito de uma campanha publicitária, idealizada e escrita junto com o Redator. Suas diretrizes são encaminhadas ao Diretor de Criação, responsável por analisar a ideia e coordenar os Designers para que sigam o conceito pensado. É importante ressaltar que o Diretor de Criação e os Designers participam ativamente do processo de criação, propondo mudanças e refinando ideias sempre que necessário.

O profissional intitulado Diretor de Arte está presente em diversas áreas cujo produto final é a concepção artística de um material audiovisual: publicidade, cinema e televisão, por exemplo. Para a criação de peças publicitárias, o profissional deve ter boas noções de design, branding, fotografia, arte e tipografia.

O que faz?

Em linhas gerais, o Diretor de Arte desenvolve projetos gráficos, layouts e identidades visuais, seguindo o briefing elaborado em conjunto com a equipe de Planejamento. Também é tarefa de um diretor acompanhar a produção da arte final e avaliar se o resultado corresponde à proposta estipulada.

É impossível não dizer que o surgimento das mídias digitais criou novos caminhos profissionais no meio publicitário, já que o leque de opções para veiculação de anúncios aumentou consideravelmente. Se no início o mercado era exclusivamente impresso, a popularização da televisão trouxe movimento e mais emoção para a propaganda. Hoje, a publicidade pode contar também com a interatividade instantânea da internet.

Assim, há dois caminhos a seguir: online e offline. No mundo online, o papel do Diretor de Arte está ligado à criação e à execução de materiais como layouts, sites, banners, e-mails marketing, etc. Enquanto isso, no mundo offline, o profissional se mantém focado nas peças “clássicas”, como anúncios impressos e campanhas veiculadas na televisão e no rádio.

E se a Publicidade tem a capacidade de se reinventar para continuar atraindo o consumidor de maneira eficaz, eis que surge o profissional que une as duas frentes, com conhecimentos para atuar nos meios online e offline.

Perguntamos também para a nossa timeline do Twitter sobre como resumiriam a função desse profissional. Veja algumas respostas:

Quanto ganha?

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um profissional Júnior a Pleno varia entre R$ 2.000 e R$ 4.000. Para cargos Sênior, os salários podem chegar a R$ 7.000.

Perfil e características do profissional

É claro que o estereótipo do Diretor de Arte tem seu fundo de verdade, então para seguir essa carreira é preciso sim possuir uma boa dose de criatividade e não ter medo de compartilhar ideias. Mas não só isso. É importante saber trabalhar em equipe e, principalmente, saber ouvir o que os colegas têm a dizer sobre os projetos de criação.

O desenvolvimento de uma campanha publicitária exige que o profissional faça uma boa análise da linguagem comercial de cada negócio para que a comunicação com o consumidor seja coerente. O Diretor de Arte também deve apresentar com clareza as ideias ao cliente, explicando a linha de raciocínio seguida para atingir determinado conceito.

Os profissionais da área normalmente são formados em Publicidade e Propaganda, Design, Comunicação ou Marketing. Ou seja, o ideal é uma pessoa comunicativa, proativa e detalhista. A familiaridade com o famoso pacote Adobe (Photoshop, Illustrator e InDesign) é imprescindível, já que boa parte das atividades envolve edição de imagens e diagramação de conteúdo.

Naturalmente, é importante construir um bom portfólio ao longo da carreira, que apresente as principais habilidades do profissional. Por fim, boas noções de produção gráfica e usabilidade são requisitos fundamentais para o Diretor de Arte offline e online, respectivamente.

Mercado de trabalho

A área de Criação é, sem dúvidas, uma das mais desejadas no mercado publicitário. De acordo com um levantamento feito pelo trampos.co em dezembro, Diretor de Arte foi a 2ª função mais procurada pelas empresas em 2015. Por isso, é importante se destacar conforme o caminho escolhido, uma vez que a concorrência para uma oportunidade tende a ser bastante acirrada entre os profissionais.

O surgimento da publicidade digital trouxe mais responsabilidade ao Diretor de Arte, que precisou estudar e entender o consumidor que vive conectado para então criar campanhas que conversem com esse público. Nunca o consumidor quis tanto fazer parte da história contada pelas marcas, e esse é um dos principais fatores a serem levados em conta quando o Diretor de Arte elabora novas estratégias de comunicação.

Colabore com esse material e com os futuros profissionais compartilhando suas experiências nos comentários abaixo. Veja mais posts sobre Guia de Profissões.

Confira os trampos de Diretor(a) de Arte

DEIXE UM COMENTÁRIO