2016-03-08_gerente-projetos

O Gerenciamento de Projetos está em tudo: na organização de um casamento, na estratégia de uma marca, nos processos de uma empresa global. A atuação desse profissional dentro das áreas de Comunicação e Tecnologia da Informação ganha cada vez mais importância. Ter esse cargo em agências, por exemplo, tornou-se um fator decisório na concorrência por contas de grandes marcas.

Leia também:
» Terceira edição da masterclass Digital Project Management
» Guia de Profissões: Planejamento
» Guia de Profissões: Diretor(a) de Arte

Uma área com possibilidade de atuação tão ampla merce atenção de quem está ingressando no mercado de trabalho ou necessita desenvolver a carreira. O Gerente de Projetos (GP), afinal, pode estar inserido nas diversas equipes ou, em empresas com maior estruturação, estará dedicado em um time de Projetos.

Para além do que o título dessa função transmite, o Gerenciamento de Projetos é a aplicação de conhecimentos e técnicas para a execução de projetos de forma efetiva. Conforme o Project Management Institute (PMI), trata-se de uma competência estratégica para organizações, permitindo com que elas unam os resultados dos projetos com os objetivos do negócio.

O QUE FAZ?

O GP deve deve criar um elo de harmonia entre todas as pessoas do projeto, permitindo que, através de técnicas, processos, ferramentas e muita relação interpessoal, o produto final do projeto seja construído conforme expectativa de todos (de quem compra e de quem vende o projeto).

Conforme Douglas Bocalão, sócio e Diretor de Operações da Ampfy, a rotina pode variar conforme a demanda. “Cada projeto tem sua própria história e sua própria necessidade. O profissional deve conduzir cada projeto de forma adequada, garantindo que, principalmente, escopo, custos, prazos e qualidade, estejam de acordo com as expectativas”, explica.

Para ele, o mais satisfatório de atuar na área é o sentimento de realização quando um projeto é finalizado com sucesso.

QUANTO GANHA?

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial oferecida para profissionais de nível Júnior à Pleno varia de R$ 4.000 a R$ 6.000. Para cargos Sênior, os salários podem chegar a R$ 10.000. Apesar de muita gente estranhar que um estagiário atue na gerência de projetos, na área de Comunicação, é comum que existam profissionais iniciantes atuando na disciplina, ainda que com uma função com menos responsabilidades e atribuições. As bolsas de estágio divulgadas ficam em R$ 900,00.

PERFIL E CARACTERÍSTICAS

É importante que o Gerente de Projetos procure cursos específicos para ampliar seus conhecimentos. O conhecimento empírico é importante, mas não suficiente para conduzir da melhor forma os projetos. Independente da “escola” de gestão escolhida (ágil ou tradicional) é fundamental que o GP amplifique suas capacidades de síntese, raciocínio lógico, conhecimento em aritmética, logística e comunicação interpessoal.

Além de conhecimento técnico, é fundamental que o profissional tenha foco e que seja um real companheiro e integrador das demais equipes. Ou seja, é importante que a pessoa saiba trabalhar em equipe e tenha empatia com as questões dos colegas e dos clientes.

O perfil inovador também é muito buscado para que sua participação também traga novas metodologias e e esteja em constante busca por aprendizado. Em muitas empresas, o GP precisará trabalhar de forma auto-gerenciável, liderando iniciativas, sugerindo mudanças. É preciso se identificar com esse papel de profissional estratégico e proativo.

MERCADO DE TRABALHO

Como já dito, praticamente todo ramo da economia pode apresentar oportunidades para Gerentes de Projetos. Qualquer empresa que necessite criar algum produto ou serviço pode contar com um GP para conduzir o projeto de forma mais adequada. Seja uma plataforma de petróleo, um protótipo de carro, a implantação de novos softwares, novos processos financeiros e até mesmo campanhas de publicidade.

De acordo com o site do PMI, um quinto do PIB mundial é gasto em projetos. No Brasil, esse valor presenta 30% da força de trabalho. Acredita-se, portanto, que com essa lacuna exista uma grande demanda por gerentes de projetos qualificados.

Um dos grandes desafios do cargo é a necessidade de se preocupar com todos os stakeholders (o público estratégico envolvido): é um exercício diário que consome muita energia e requer paciência e amor pela profissão.
Douglas Bocalão, Diretor de Operações da Ampfy

Aos que estão iniciando na área, é essencial a leitura do PMBOK. “Este é um livro denso, técnico e possui mais páginas do que deveria, mas é possível entender a importância, robustez e seriedade da profissão através da sua leitura”, conclui.

Colabore com esse material e com os futuros profissionais compartilhando suas experiências nos comentários abaixo. Veja mais posts sobre Guia de Profissões.

Conheça a masterclasses Digital Project Management

Neste workshop intensivo, vamos mostrar esse universo, as fases de um projeto e o que pode ser mais eficiente aplicado em digital. A Ampfy vai revelar os segredos e influências da agência e como selecionou o melhor de cada método para atender grandes marcas.

quero saber mais sobre o curso!

Ministrante
DOUGLAS BOCALÃO
SÓCIO E DIRETOR DE OPERAÇÕES

DEIXE UM COMENTÁRIO