As 11 melhores maneiras para melhorar suas habilidades de comunicação

2015-11-23_comunicar_bem

A comunicação efetiva é uma das habilidades mais importantes da vida. E podemos aprender mais sobre ela ainda que, normalmente, não nos esforcemos o bastante.

Leia também:
» 5 dicas para melhorar seu desempenho no trabalho em equipe
» Como escrever emails assertivos
» 10 dicas para influenciar pessoas

Se você quer ter conversas melhores em sua vida social ou transmitir suas ideias no trabalho, aqui seguem algumas dicas essenciais para aprender a se comunicar efetivamente.

11. Preste atenção à sua linguagem corporal

Você fala que está aberto à discussão mas seus braços estão cruzados; diz que está escutando mas não tira os olhos do celular. Nossa linguagem não verbal e não escrita revela mais do que imaginamos. Seja o modo como faz contato visual ou como se comporta em uma entrevista por videoconferência, não esqueça que você está constantemente se comunicando, mesmo quando não está falando.

Uma estranha forma de preparar seu corpo para uma comunicação melhor? Pense sobre seus dedos dos pés. Ou adote uma posição de poder, se precisar aumentar sua confiança antes de uma grande apresentação. Aprenda como ler a linguagem corporal das pessoas para responder apropriadamente.

2015-11-23_comunicar_bem3

10. Livre-se de preenchimentos desnecessários

“Hum” e “ah” não melhoram seu discurso ou suas conversas diárias. Livre-se deles para ser mais persuasivo e para sentir, ou aparentar, mais confiança. Uma forma é manter o controle de quando você fala palavras como “hum” ou “tipo”. Você também pode tentar tirar as mãos do bolso ou, simplesmente, relaxar e parar antes de falar. Os silêncios parecem mais estranhos para você do que para as outras pessoas, acredite.

9. Tenha um roteiro para conversa fiada e outras ocasiões

A conversa fiada é uma arte que poucas pessoas dominam. Para os inevitáveis silêncios embaraçosos com pessoas que você pouco conhece, ajuda ter um plano. O método FORD (sigla em inglês para família, ocupação, lazer e sonhos) pode ajudá-lo a pensar em tópicos para conversar. Você pode transformar a conversa fiada em uma conversa real ao compartilhar informações que possam ajudar a outra pessoa a descobrir coisas em comum. Toda conversa fiada pode torná-lo mais feliz a longo prazo.

8. Conte uma história

Histórias são poderosas. Elas ativam nosso cérebro, fazem apresentações serem menos chatas, tornam-nos mais persuasivos e podem, até, nos ajudar a ir bem nas entrevistas. Aprenda os segredos para se tornar um fenomenal contador de histórias, com estas regras da Pixar ou, simplesmente, use mais a palavra “mas” para estruturar sua narrativa. Todos têm, pelo menos, uma boa história para contar.
2015-11-23_comunicar_bem2

7. Faça perguntas e repita a outra pessoa

Convenhamos, todos nós já nos distraímos quando alguém estava falando ou não escutamos a outra pessoa. Fazer perguntas e repetir as últimas palavras que ela disse mostra o seu interesse no que está sendo dito, mantém você atento e ajuda a esclarecer pontos que possam ter sido mal compreendidos (por exemplo: “Então você vai comprar os ingressos para sábado?”).

Também ajuda em conversas fiadas e preenche silêncios constrangedores. Em vez de tentar iniciar uma conversa usando tópicos comuns como o clima, faça perguntas à outra pessoa (por exemplo: “Tem planos para o verão?” ou “O que anda lendo ultimamente?”) e preste atenção às suas respostas. É mais importante estar interessado do que ser interessante.

6. Afaste-se das distrações

É bastante ofensivo usar o telefone enquanto alguém está falando com você pois você deveria estar conversando com a pessoa. Talvez não seja possível se livrar de todas as distrações ou se afastar completamente da tecnologia mas, apenas o ato de levantar a cabeça, pode melhorar sua comunicação com o outro.

5. Adapte sua mensagem ao público

Os melhores comunicadores ajustam seus discursos baseados no público para o qual se apresentarão; você provavelmente usa um estilo diferente de comunicação com seus colegas de trabalho comparado com quando você está falando com sua (seu) parceira(o), filhos(as) ou com pessoas mais velhas. Sempre mantenha a perspectiva da outra pessoa em mente quando tentar transmitir sua mensagem.

4. Seja breve e específico

Existe, em inglês, o acrônimo BRIEF – Background, Reason, Information, End Follow-up (Intenção, Razão, Informação, Fim e Sequência) – para ajudá-lo a manter seus e-mails curtos, sem deixar nada de fora. É uma boa prática tanto para a comunicação escrita, quanto para a verbal (eu sempre senti que minha função, como escritor, era de transmitir os pontos claramente e, então, sair da página o mais rápido possível). Claro e conciso são dois dos 7 C’s da comunicação, juntamente com concreto, correto, coerente, completo e cortês.

3. Eleve sua empatia

A comunicação é um caminho de mão dupla. Se você praticar o ato de enxergar pelo ponto de vista contrário, pode reduzir a dificuldade e a ansiedade que, de vez em quando, surgem quando tenta se comunicar verdadeiramente com os outros. Por exemplo, saber o que a outra pessoa realmente quer dizer, quando ela diz que está muito cansada para conversar. Desenvolver empatia te ajuda a melhor entender as partes não verbais da comunicação com os outros e a responder efetivamente.

2. Escute, realmente escute

Seguindo cada um dos pontos acima, a melhor coisa que você pode fazer, para melhorar suas habilidades de comunicação, é aprender a escutar, prestar atenção e deixar a outra pessoa falar, sem interromper.

É um trabalho duro, nós sabemos, mas uma boa conversa é um monte de palavras elegantemente conectadas com a escuta. Então, mesmo que seus estilos de comunicação não combinem, pelo menos estarão na mesma página. E, provavelmente, a outra pessoa estará ouvindo atentamente também.

[call-dialog source=”qualidades-bom-feedback” titulo=”1. Conheça o DIALOG”]

 

Texto originalmente publicado no site LifeHacker. Traduzido e adaptado pela equipe do Tutano.

DEIXE UM COMENTÁRIO