★ Por que se tornar um programador full-stack é a solução para você dar um salto na carreira?

code-coding-macro-879109

As profissões de programador front-end e back-end são bastante conhecidas mas, as empresas têm a necessidade de um profissional que seja especialista nas duas áreas a fim de integrar as funções e otimizar processos. Por esse motivo, em especial, se tornar um programador full-stack é uma ótima alternativa para quem busca alavancar sua carreira.

Tecnologia é uma das áreas em maior ascensão. E a tendência é que isso se perpetue no futuro. Se você está em busca de um caminho de sucesso e gosta de tecnologia, esta pode ser a opção ideal. O mercado busca por profissionais cada vez mais completos, independentes e criativos. Ao unir as frentes da programação, você já começa a um passo à frente e se torna destaque entre outros profissionais.

O programador full-stack é o responsável por lidar com o trabalho de ponta a ponta. Tem que ser capaz de navegar com tranquilidade em diferentes tecnologias e ambientes. Ao nos referirmos ao full-stack, abordamos uma série de habilidades necessárias para concluir um projeto de programação.

O que você precisar para se tornar um programador full-stack

Antes de partirmos para os requisitos, você sabia que a escola global de programação Ironhack, em parceria com a Rappi, está oferecendo mais de 300 mil reais em bolsas de estudo? Como candidato, você poderá escolher participar do curso intensivo, o chamado bootcamp de 9 semanas, ou o semi-presencial de 28 semanas. Em ambos, você sai um desenvolvedor full-stack pronto para atuar no mercado de trabalho! Acesse o link abaixo e se inscreva:

Banner Trampos 1

As inscrições vão até o dia 24 de maio. Não perca!

Dessa maneira, um programador full-stack deve ter conhecimento funcional e recursos para todos os aspectos envolvidos na criação de uma aplicação. O primeiro passo é dominar as principais linguagens de programação, como JAVA, PHP, C#, Javascript, Python e Ruby. Não podemos esquecer também do domínio necessário de HTML e CSS. É preciso dominar a linguagem e estar muito familiarizado com a estrutura, o design, a implementação e a parte de testes do projeto com base em uma ou mais linguagens.

Por mais que ainda seja pouco falado da importância do conhecimento básico em design para se tornar um programador full-stack, este é um fator bastante importante. Isso porque o princípio e a habilidade do design básico do protótipo, design da interface do usuário, design UX também são necessários para desenvolver um projeto de qualidade.

 Quanto ganha um programador full-stack?

Conforme os dados de oportunidades em que a faixa salarial foi divulgada no trampos.co, os salários variam de R$ 4.000 a R$ 8.000. Estágios na área já começam na frente e podem chegar a R$ 2.000. Em grandes empresas nacionais e internacionais, profissionais de nível Sênior podem receber remunerações de até R$ 20.000.

Como se tornar um programador full-stack

Além de ser apaixonado por tecnologia e inovação, é importante se manter sempre atualizado e pensar que nunca há limites para o aprendizado.

Dica: para adquirir toda a base de conhecimento necessária para ingressar na área, a melhor opção é buscar cursos focados exclusivamente em programação, que contemplem um cronograma dinâmico e foquem no aprendizado prático.

Em escolas especializadas na área de desenvolvimento, como a Ironhack, há cursos de Web Development  totalmente focados em criar programadores que dominem todas as habilidades e sejam capazes de tirar do papel qualquer tipo de projeto. O time de professores dão apoio de carreira personalizado a cada aluno e ajudam a fomentar o relacionamento com empresas parceiras para oferecer oportunidades relevantes.

“Nosso sucesso não tem segredo. É resultado do trabalho duro, nosso e dos alunos, e do nosso conhecimento sobre o mercado de tecnologia local em todas as cidades onde atuamos. Após mais de 4 anos, trabalhamos com cada aluno individualmente e vamos além para dar-lhes as melhores oportunidades de carreira.” Álvaro Rojas, Gerente de Outcomes da Ironhack.

O que os alunos contam sobre sua experiência na Ironhack:

“Quando você conclui o curso, você continua tendo acesso a recursos para ajudá-lo em sua jornada, seja na atividade de programação ou na busca de um emprego.” Ryan Morrison – Desenvolvimento Web. “Sociedade, Ciência, Tecnologia e o mundo em geral estão mudando tão rápido, que é quase impossível que as universidades reajam da forma adequada.” Karolin Siebert – Bootcamp de Desenvolvimento Web.

Ficou interessado na Ironhack? Então não perca a chance de concorrer a bolsas de estudo de até 100%! Inscreva-se pela página www.ironhack.com/bolsas-rappi, clique em “Inscreva-se para a bolsa” e preencha seus dados pessoas para dar início ao processo seletivo. Após esse passo, os cadastrados serão avaliados e entrevistados pelo time da Ironhack!

 

image1

Independente do que você vai escolher para sua carreira, um ponto é sempre convergente: é preciso aprender, sempre.

DEIXE UM COMENTÁRIO