2018-02-28_analista-financeiro

O que seria de nós sem a gestão eficaz de recursos financeiros em empresas? Provavelmente não haveria estrutura para que elas funcionassem corretamente, não haveria a organização de pagamentos, nem qualquer controle de gastos e despesas. E isso teria resultados catastróficos na rentabilidade, podendo levá-la a falência.

Leia também:
» Infográfico: como criar um orçamento empresarial para o seu negócio
» 10 métricas para saber como vão as finanças da sua agência
» Como você está matando as margens de lucro da sua agência (e como impedir isso)

E é isso que um(a) Analista Financeiro é responsável por previnir. Ao menos, em resumo.

 

ENTÃO, O QUE FAZ UM(A) ANALISTA FINANCEIRO?

A atuação deste(a) profissional pode ser dividida em três frentes principais: planejamento, gestão e análise.

No planejamento, o(a) Analista Financeiro organiza, coordena e auxilia os serviços financeiros necessários para garantir o normal funcionamento do escritório e empresa. Entre eles, podemos citar controles financeiros (contas a pagar e a receber), balanços, cotação e negociação de contratos de serviços, contato com fornecedores, controle de processos, identificar e consolidar KPIs da empresa, pagamento impostos e obrigações acessórias, e outros serviços burocráticos.

Na gestão, ele é responsável por coleta de dados, preenchimento de planilhas, faturamento e cobrança, emissão de notas fiscais, gestão de fluxo de caixa, gestão de faltas, salários e férias, cálculo dos elementos que compõe a folha salarial todos os meses e outras rotinas contábeis.

Por fim, ele é responsável por verificar condições comerciais nas faturas vs. ordens de compras, realizar relatórios e analisar dados de despesas e cobranças de departamentos da empresa, sugerindo melhorias no plano de controle orçamentário e criando estratégias de crescimento e retenção.

 

QUANTO GANHA?

A remuneração do cargo depende do nível hierárquico, e não seria diferente com o(a) Analista Financeiro. Segundo dados de vagas publicadas no trampos, um(a) Assistente na área Financeira ganha entre R$ 1.000 a R$ 2.000, enquanto um Analista tem faixa salarial de R$ 2.000 a R$ 4.000. Por fim, cargos de gerência e diretoria em grandes empresas nacionais e multinacionais na área financeira tem salários que podem chegar a R$ 10.000.

 

PERFIL E CARACTERÍSTICAS DO PROFISSIONAL

Antes de tudo, o(a) profissional Analista Financeiro deve gostar (e ter habilidades) para lidar com números a todo o momento. Muitos recrutadores valorizam a formação nas áreas de Administração, Ciências Econômicas, Finanças, Gestão, Ciências Contábeis, Administração de Empresas ou áreas afins.

Mais importante do que isso, porém, estão as habilidades em softwares de planilhas (Excel ou Google Spreadsheets), sistemas ERP e experiência com as rotinas financeiras.

Além disso, são habilidades comportamentais muito frequentes:

  • Boa capacidade analítica e de planejamento;
  • Discrição;
  • Proatividade e iniciativa;
  • Trabalho em equipe;
  • Excelente comunicação e relacionamento interpessoal;
  • Atenção a detalhes e organização ímpar;
  • Comprometimento com prazos e qualidade.

 

MERCADO DE TRABALHO

Nas empresas de comunicação e mercados de economia criativa, o(a) Analista Financeiro atua como conselheiro ou planejador financeiro, garantindo o funcionamento de estratégias de rentabilidade em meio a crises econômicas e volatilidade de recursos.

Por esse e outros motivos é que o Love Mondays incluiu o cargo entre as 7 profissões do futuro.

Quer sair na frente no mercado de trabalho?

Conheça todas as particularidades da gestão administrativo-financeira em mercados de economia criativa e saiba como garantir a rentabilidade de agências e empresas de comunicação.

Ministrante
Silvio Soledade
Sócio da PlanoGestão e Diretor Financeiro da APP

DEIXE UM COMENTÁRIO