Guia de Profissões: Desenvolvedor(a) Mobile

Guia de Profissões: Desenvolvedor(a) Mobile

O(a) Desenvolvedor(a) Mobile é responsável, resumidamente, pelo desenvolvimento de softwares e recursos para dispositivos móveis, que podem englobar desde sistemas extranet, intranet até aplicativos, de acordo com as necessidades da empresa ou cliente para quem ele(a) trabalha.

Leia também:
» Infográfico: como é o mercado de desenvolvimento no Brasil
» Os profissionais mais procurados em 2016
» Infográfico: qual linguagem de programação devo aprender primeiro?

Este(a) profissional precisa ter o conhecimento técnico e lógico para desenvolver soluções tão completas quanto as para desktop e web, mas com a responsividade e as adaptações necessárias para que caibam no bolso (literalmente) dos usuários, sejam eles funcionários ou clientes da empresa.

O QUE FAZ?

O(a) Desenvolvedor Mobile atua no desenvolvimento de aplicativos ou sistemas, programando nativamente ou por meio de outras linguagens, para dispositivos móveis. Os principais sistemas operacionais mobile utilizados no mundo atualmente são o Android, da Google, e o iOS, da Apple.

Este(a) profissional é responsável por todo o projeto de desenvolvimento, desde a análise das necessidades do cliente, planejamento dos recursos do aplicativo, desenvolvimento, implantação de arquitetura, ferramentas e recursos, até a realização e configuração de testes.

 

QUANTO GANHA?

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um(a) estagiário(a) na área vai de R$ 1.000 a R$2.000. Para um(a) Desenvolvedor(a) Mobile Júnior a Pleno pode variar entre R$2.500 a R$7.500. Já um(a) Gerente ou Líder de Desenvolvimento, trabalhando em grandes empresas nacionais e internacionais, pode chegar a R$ 12.000.

 

PERFIL E CARACTERÍSTICAS DO PROFISSIONAL

Profissionais dessa área precisam ter o domínio técnico de linguagens para o sistema operacional em que irão desenvolver. No caso de Android, isso pode incluir Java, Android Studio, Android Swift, C#/.NET, ASP.NET, Unity 3D, Volley ou outros; para iOS, Objective-C, Swift, Material Design, etc. Independente do sistema, é necessário ter conhecimentos em Push Notifications, metodologias ágeis, inglês intermediário ou superior, autentificação (login e logout), certificados, integração de APIs e publicação de aplicativos (Google Play, para aplicativos Android, e Apple Store, para iOS).

Um dos requisitos mais solicitados para o(a) Desenvolvedor(a) Mobile é experiência em desenvolvimento mobile, conhecimento de banco de dados, Amazon Web Services, REST, JSON, versionamento e programação responsiva. Entre as outras linguagens solicitadas estão: HTML, CSS, Javascript, PHP orientado a objetos, frameworks como CodeIgniter, Laravel, AngularJS, Node.js, Ionic e Cordova.

O perfil desejado geralmente inclui:

  • Raciocínio lógico e capacidade analítica
  • Código organizado e responsivo
  • Saber se comunicar e trabalhar bem em equipe
  • Multitasking
  • Proatividade e iniciativa
  • Zelo com a qualidade do produto
  • Lidar bem com prazos e metas
  • Capacidade de analisar e resolver problemas de forma eficaz
  • Vontade de aprender e se aperfeiçoar
  • Excelente lógica de programação
  • Capacidade de organização

Apesar de não ser obrigatório, muitas empresas apontam como diferenciais graduação em Ciência da Computação, Matemática, Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou áreas correlatas. Destaca-se também noções de SEO, Google Analytics e outras linguagens compatíveis com mobile.

 

MERCADO DE TRABALHO

Segundo uma pesquisa divulgada em 2016 pela Kantar Worldpanelem, 9 a cada 10 brasileiros possuem celular. E os brasileiros usam mais o celular do que o computador: a Pnad, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, apontou que, em 2015, os brasileiros já usavam mais o celular do que computadores para acessar a internet.

A portabilidade e o custo dos dispositivos, muito mais baratos que desktops, são os principais motivos que impulsionam o uso aqui no país. E não é só no uso da internet que estamos na frente: uma pesquisa realizada pelo Cheetah Mobile apontou que os brasileiros são os maiores usuários de aplicativos para celular do mundo!

E nos empregos, também não estamos muito atrás. Descobrimos, na nossa pesquisa realizada em parceria com a Umbler,  que os Desenvolvedores Mobile já correspondem a 10% das oportunidades de programação na nossa plataforma. A tendência é que programadores da área sejam cada vez mais requisitados, para explorar um mercado que almeja por mais apps.

 

Colabore com esse material e com os futuros profissionais compartilhando suas experiências nos comentários abaixo. Veja mais posts sobre Guia de Profissões.

Confira os trampos na área

DEIXE UM COMENTÁRIO