Guia de Profissões: DevOps

O(a) profissional de DevOps (abreviação de Desenvolvedor & Operações) é o(a) responsável por otimizar a produtividade dos desenvolvedores e a confiabilidade das operações, desde a etapa de idealização, passando pelo desenvolvimento, até o feedback para garantia de que o produto atenda as necessidades dos clientes. Sua motivação é a comunicação, colaboração e integração contínua entre as duas equipes, promovendo a padronização de processos, liberação e implementação mais veloz de novas versões.

Leia também:
» Guia de Profissões: Analista de Sistemas
» Quais habilidades desenvolver em cada fase da sua carreira
» Infográfico: como se forçar a sair da sua zona de conforto

A função surgiu da integração entre as equipes de desenvolvimento de software e operações de Tecnologia da Informação. Antes, ela era “apenas” um conjunto de filosofias para remover as barreiras entre duas equipes que trabalhavam separadamente e, atualmente, é uma cultura: muito mais do que o uso de ferramentas e da utilização metodologias ágeis para aumentar a produtividade. Ela é também tem seus princípios, que podem ser resumidos em priorizar indivíduos e interações mais do que processos e ferramentas, colocar o software em funcionamento mais do que se preocupar com criar uma documentação abrangente, colaborar com o cliente mais do que negociação de contratos e responder a mudanças e necessidades mais do que seguir um plano.

O QUE FAZ?

O(a) profissional de DevOps atua simultaneamente nas áreas de sistemas e infraestrutura. Suas funções envolvem um ciclo de planejamento, desenvolvimento, automação e serviço, realizados até obter o produto final. No planejamento, as equipes atuando no projeto decidem quais linguagens usar, que tipo de infraestrutura aplicar, entre outras questões. Por fim, atribuem funções e as metologias ágeis para garantir a sua realização da melhor forma possível.

Em seguida, o profissional trabalha no desenvolvimento do projeto, utilizando as ferramentas e linguagens escolhidas previamente. Nesta fase, ele também trabalha no controle e versionamento de código, na integração contínua do código e na segurança das redes.

Na fase de automação, o profissional trabalha com formas de realizar testes, criar builds e entregar códigos sem a interferência humana, para prevenir erros, agilizar processos e detectar possíveis problemas, através da automação de testes, de builds, de entrega e distribuição, etc.

Na última fase, o serviço, o profissional realiza a entrega contínua do produto final de forma confiável, coleta e monitora os processos automatizados (e, se necessário, realiza a otimização deles). Ele também atende às solicitações e feedbacks do cliente, alterando o produto para se adequar às suas necessidades. E o processo se repete, até que se obtenha o resultado esperado.

 

QUANTO GANHA?

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, o salário de um profissional de DevOps varia entre R$2.500 e R$5.000. O profissional Pleno pode receber em média R$6.000. Oportunidades de nível Sênior, em grandes empresas ou multinacionais, têm remuneração de até R$15.000.

 

PERFIL E CARACTERÍSTICAS DO PROFISSIONAL

O(a) profissional de DevOps geralmente é graduado em algum curso superior na área de tecnologia, principalmente nos cursos de Ciência da Computação, Sistemas da Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, ou cursos técnicos em áreas correlatas.

Para este profissional são desejáveis conhecimento profundo dos diversos Sistemas Operacionais (Windows, Linux, Mac, etc.), administração e infraestrutura de sistemas (AWS), metodologias ágeis (como Scrum e Kanban), domínio das linguagens para desenvolvimento de software (Python, , conhecimento dos procedimentos e softwares de versionamento de código (como Git e SVN), padronizações internacionais de código, segurança, gestão e infraestruturas. Inglês intermediário é essencial.

Em relação ao perfil, é essencial saber trabalhar em equipe, ter pensamento analítico para previnir problemas, ser comunicativo, ter atenção para os detalhes, saber lidar com prazos e as exigências de clientes. A organização, proatividade, comprometimento com prazos e responsabilidade são itens também sempre mencionados em descrições das vagas.

 

 

MERCADO DE TRABALHO

Segundo um estudo da CA Technologies, de 2016, o Brasil é quarta potência em aplicação completa do conceito de DevOps, atrás apenas de Estados Unidos, Índia e Suíça. Essa tendência global da aplicação do conceito e o sucesso dela no país pode significar um aumento da necessidade do profissional nos próximos anos.

A função de DevOps já tem sido bastante requisitada no país, principalmente em empresas da área tecnológica que trabalham diretamente com o desenvolvimento de software ou com tecnologia da informação. Por ser uma função que trabalha com integração em equipe, o profissional pode esperar trabalhar em locais que permitem a horizontalidade.

Colabore com esse material e com os futuros profissionais compartilhando suas experiências nos comentários abaixo. Veja mais posts sobre Guia de Profissões.

Confira os trampos na área

DEIXE UM COMENTÁRIO