Portfólio: o cartão de visitas que mais diz sobre você

2016-10-06_portfolio-conteudo

Diz a sabedoria popular que a primeira impressão é a que fica. Por isso, quando você se candidata a uma vaga de emprego e quer chamar a atenção do empregador (que ainda não te conhece), você precisa buscar formas criativas de se diferenciar dos concorrentes.

Leia também:
» 4 segredos para criar um portfólio que fará qualquer um querer te contratar
» Como o que você lê influencia na sua escrita
» Encontre o mojo do seu portfólio

Um currículo layoutado ou animado pode ser uma boa pedida, mas não é suficiente para sustentar a imagem que você quer criar para si. Antes de uma entrevista, pode apostar que o cara vai dar uma procurada em você. E é aí que entra a importância de se ter um bom portfólio.

Como começar um portfólio?

O portfólio é um local no qual você pode reunir tudo o que já fez de bacana até o presente momento. Mas, calma: não precisa jogar ali absolutamente tudo o que faz ou já fez.

Sabe aqueles trabalhos dos quais você mais se orgulha e dos quais adora contar para os outros? Eles devem compor seu portfólio. Até mesmo os universitários podem dar início a esse processo. É importante divulgar os trabalhos acadêmicos mais bacanas e que mais tiverem repercussão. Isso ajuda a mostrar um pouco de suas habilidades para o mercado.

Tenha em mente que a melhor forma de criar um portfólio acessível é pelo universo virtual. Se você não tem muita habilidade para programar um site ou não quer/pode investir em um neste momento, não tem problema. Lance mão de programas gratuitos e fáceis de usar, como plataformas de blogs ou até mesmo páginas nas redes sociais para começar a colocar seu nome pra circular.

Receita de sucesso

No portfólio, além dos seus trabalhos mais bacanas, também é preciso contar um pouco sobre quem é você. Por isso, é sempre importante prever uma página ou post no estilo “Quem somos” para se apresentar ao cara que está navegando ali pela primeira vez.

Não precisa nem de muitas firulas: seja breve, descreva qual a sua carreira, seus objetivos e o motivo de ser daquele espaço. Deixar seus contatos também pode ser uma boa.

Qualquer um pode fazer isso

O portfólio pode ser criado para praticamente todas as carreiras. Advogados podem divulgar cases bacanas; arquitetos podem mostrar fotos de suas obras; jornalistas podem recomendar suas reportagens; designers têm como apresentar seus trabalhos; fotógrafos mostram todo o seu potencial, e por aí afora.

Outro grande lance do portfólio é que ele deve ser alimentado com frequência. Não importa quão ocupado você está: este será o seu cartão de visita e, por isso, deve estar sempre em dia e com notícias frescas sobre as suas produções. Organize-se para realizar essa atualização com frequência. Lembrando que dali podem surgir oportunidades de emprego e até clientes para o seu job, caso opte por trabalhar como freela.

No início, pode ser que você tenha pouca visibilidade, mas não desanime. É devagarinho mesmo que o seu portfólio vai se tornando conhecido, e apresentá-lo junto ao currículo é um passo a mais em direção a tão sonhada vaga. Os recrutadores valorizam quem investe na própria carreira e quem valoriza aquilo que faz.

Crie seu portfolio com WordPress

Este lab intensivo ensinará tudo o que você precisa saber para projetar um site na plataforma de gestão de conteúdo mais usada no mundo e suprir um dos requisitos mais pedidos pelas empresas nas vagas da área de comunicação.

quero saber mais sobre o curso!

Ministrante
Anyssa Ferreira
Fundadora e Designer
Haste Design

DEIXE UM COMENTÁRIO