Networking para freelancers: o poder do relacionamento

2016-09-23_freelance-network

Como encontrar novos clientes? Como fazer as pessoas conhecerem seu trabalho como freelancer? Como conseguir indicações? Essas são dúvidas muito comuns na vida de um freelancer e que podem ser resolvidas de uma forma muito simples: networking!

Leia também:
» 8 sinais de que seu destino é ser freelancer
» O que considerar antes de aceitar um freela
» Infográfico: 9 dicas para um home office produtivo

O problema é que muitos freelancers ficam com medo só de ouvir essa palavra, se imaginando em um coffee break, com um cartão de visita na mão e bancando o chato para desconhecidos.

Não tenha mais medo! Neste post vou falar sobre algumas formas de fazer networking, mesmo sem ser um super vendedor. Afinal, somos apenas jornalistas, designers, programadores… Mas que também precisam vender sua imagem profissional de alguma maneira, não é mesmo?

Por que se relacionar é importante?

Antes de falar sobre formas de criar e manter relacionamentos, é importante saber como o networking pode ajudar em sua carreira como freelancer. Veja algumas vantagens em fazer novos contatos:

Potenciais clientes

Essa primeira vantagem em ampliar a rede de relacionamentos é a mais óbvia – e talvez aquela em que você esteja mais interessado. Apostando em networking, você conhece potenciais clientes que dificilmente chegariam até o seu trabalho se você ficasse na bolha de isolamento de seu home office. Seja visto e seja lembrado por empresas que possam se interessar pelo seu serviço, mesmo que daqui a muitos anos.

Parceiros de negócios

Tem muita gente que vê outros freelancers como concorrentes para o seu trabalho. Calma, tem job para todo mundo! Ter parceria com outros freelas, que prestem o mesmo serviço que você ou não, o ajuda a nunca deixar seus clientes na mão. Sabe aquele job que você não consegue pegar por estar sobrecarregado? Indique para alguém de confiança! Desta forma, você cria uma rede de indicações e de recomendações. Muito melhor apostar na parceria do que na concorrência, concorda?

Ampliação do conhecimento

Networking não precisa ser feito necessariamente com potenciais clientes ou com profissionais da sua área. Você pode se relacionar com pessoas de setores totalmente diferentes, que certamente ampliarão seu conhecimento sobre temas bem diversos. E vai saber se um dia você não vai ter um cliente da indústria química, do meio educacional ou do setor de pesca?

Estímulo à criatividade

Conhecer pessoas e conversar sobre temas diversos é também um estímulo à criatividade. Você pode usar o networking para pensar em um serviço inovador, para ter ideias sobre um artigo ou simplesmente para buscar referências para seus próximos jobs.

Como fazer networking sem ser um super vendedor?

Acho que você já está convencido a apostar em relacionamento para ser um profissional mais conectado dentro do seu setor, certo? Mas como fazer isso se você é tímido? Ou simplesmente se não tem a cara de pau e o perfil vendedor para sair abordando as pessoas por aí? Compartilho aqui algumas práticas que eu sigo e que têm me ajudado bastante:

Use (mesmo) o LinkedIn

O LinkedIn é uma ferramenta poderosa para networking profissional, justamente por esse ser um dos objetivos dessa rede social. Não tenha medo de parecer invasivo ao conectar ou enviar uma mensagem para alguém que seja um potencial cliente ou parceiro de negócio: este é o canal certo!

Use o LinkedIn também para construir sua imagem profissional. Para isso, mantenha seu perfil sempre atualizado, utilize palavras-chave em seu resumo profissional, compartilhe informações relevantes para o seu setor e se aventure publicando artigos próprios no Pulse. Eu já recebi alguns contatos pedindo informações sobre meu trabalho como freelancer por lá, realmente funciona!

Tenha um bom portfólio ou blog

Ter um portfólio online divulgando seu trabalho é fundamental para conquistar clientes. Mas, se a ideia é fazer networking com diferentes pessoas, ter um blog próprio pode ser um caminho melhor ainda. Use o blog para demonstrar seu conhecimento e experiência no setor em que atua, para se conectar com outros profissionais e para divulgar seu trabalho para futuros clientes.

Quando criei o Vivendo de Freela, não pensei que o aumento da minha rede de contatos seria uma consequência – pelo menos não da forma como aconteceu. Me conectei com muitos freelancers, com outros blogueiros e recebi alguns contatos de interessados em me contratar como redatora.

Trabalhe fora de casa

Essa é uma alternativa para fugir da solidão e também para conhecer outras pessoas. Programe-se para trabalhar fora do home office pelo menos uma vez por semana. Seja em um espaço de coworking, café, livraria ou onde mais houver internet boa e um lugar confortável para ficar com seu notebook. Nessas oportunidades, por mais que você esteja focado em seu job, sempre surge aquele intervalo para um cafezinho e uma conversa!

Experimente o BeerOrCoffee

O BeerOrCoffee é o Tinder do networking profissional! Esse aplicativo foi lançado há pouco tempo, mas já tem sido bastante usado em eventos e espaços como o Google Campus, em São Paulo. Nele você consegue encontrar pessoas ao seu redor, conhecendo seus interesses e, se interessar, convidar para tomar um café ou cerveja.

Sabe o que é mais interessante? Dá para fazer networking sem sair do home office: conheci dois vizinhos de prédio usando o aplicativo!

Participe de eventos e feiras

Sim, um dos modelos mais tradicionais de networking, que é participar de feiras e eventos, continua sendo uma das melhores formas para conhecer pessoas. Aproveite essas oportunidades para puxar conversa e trocar cartões (aliás, você já tem cartões, certo?).

Reencontre seus colegas

Você mantém contato com todos os seus colegas de escola, de faculdade ou de trabalhos anteriores? Provavelmente não, mesmo sendo pessoas que já conhecem você e que hoje poderiam ser clientes ou parceiros de negócio. Que tal procurá-los no LinkedIn e no Facebook para retomar contato? Muitas vezes os relacionamentos de que precisa para ter sucesso na sua carreira como freelancer já fazem parte de sua rede.

Todo relacionamento criado deve ser mantido

Agora que você já conhece a importância do relacionamento para sua carreira como freelancer e também algumas formas para ativar esses contatos, um último aviso: não crie relacionamentos que não será capaz de manter. Tenha respeito pelas pessoas com as quais se conectar e dê atenção a elas, mesmo que hoje não tragam resultados diretos para o seu trabalho.

Também não se esqueça de que, assim como você busca se relacionar com pessoas mais experientes e com potencial de trazer benefícios à sua profissão, outras pessoas fazem o mesmo com você. Compartilhe seu conhecimento, converse de verdade e seja humilde para aprender com eles!

O que você faz para criar e manter relacionamentos profissionais? Deixe seu comentário dizendo como isso ajuda em sua carreira como freelancer!

Esse texto é uma colaboração de Luciane Costa, jornalista e autora do site Vivendo de Freela. Caso você também queira colaborar com conteúdos, entre em contato pelo e-mail tutano@trampos.co.

Confira as oportunidades para freelar

DEIXE UM COMENTÁRIO