2016-08-23_analista-de-testes

Todos os produtos que consumimos são plenamente testados antes de serem distribuídos no mercado. Produtos digitais, como sites e aplicativos, também passam por testes a fim de melhorar a experiência do usuário. O responsável por organizar essas avaliações é o Analista de Testes.

Leia também:
» Formei em TI, e agora?
» Infográfico: qual linguagem de programação devo aprender primeiro?
» O que dificulta o crescimento de profissionais talentosos?

Desde um perfume até o carro popular do ano, tudo precisa estar em perfeitas condições para ser comercializado. É preciso testar as características e o funcionamento de cada item para que o consumidor os utilize da melhor forma e sem surpresas.

Dentro da área do ambiente digital, o Analista de Testes é responsável por pensar em testes a serem realizados em softwares, sites, aplicativos, jogos ou qualquer outro projeto nesse meio. Essa rotina evita possíveis falhas no momento do lançamento e faz com que o produto seja constantemente avaliado, gerando atualizações com frequência.

Testes são essenciais porque, como seres humanos, estamos sujeitos a cometer erros a todo momento. A complexidade de uma linguagem e o prazo de entrega podem influenciar bastante na qualidade de um código. Por isso, todo trabalho deve ser revisado e testado, para que novos olhos encontrem detalhes significativos.

O QUE FAZ?

A principal atividade do Analista de Testes é a elaboração de planos de teste e sua execução. Deve auxiliar no desenvolvimento de automações de teste para que a equipe de qualidade consiga agilizar a identificação de erros em atividades desenvolvidas.

Um defeito no código gera um erro, que por sua vez resulta numa falha quando o sistema tenta executar tal erro. Por isso, o Analista de Testes também deve fazer o registro e a gestão de defeitos encontrados no código. Essa tarefa está relacionada à identificação de problemas e sugestão de melhorias junto à equipe de desenvolvimento.

Quando falamos em código logo imaginamos o back-end, mas o front-end também precisa ser testado. Como o front-end é a linguagem que conversa com o usuário, os erros se tornam mais óbvios para o público em geral.

É comum que o Analista de Testes atue também com o Analista de Qualidade. Este último foca em processo de desenvolvimento, bem como na validação e certificação de processos. Ou seja, ele não valida o produto, mas o processo em si.

QUANTO GANHA?

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um Analista de Testes Júnior varia entre R$ 2.500 e R$ 4.000. Já a bolsa para estagiários normalmente é de R$ 1.500. O salário para profissionais de nível Sênior pode chegar a R$ 9.000.

PERFIL E CARACTERÍSTICAS DO PROFISSIONAL

É importante que o profissional que atua na área de testes tenha perfil analítico e muita atenção aos detalhes. Uma boa capacidade investigativa também é indispensável para que o Analista busque soluções certeiras de acordo com as falhas encontradas.

Quanto aos requisitos técnicos, o candidato deve ter conhecimentos básicos em HTML e bancos de dados SQL, além de outras linguagens de programação dependendo do produto testado. Para um currículo mais completo, invista em certificações na área de testes ou qualidade.

O Analista de Testes não precisa necessariamente ser um programador, mas o ideal é que tenha noções das linguagens mais comuns. Assim, a identificação e interpretação de problemas se torna mais rápida e dinâmica. A maioria das empresas exige nível superior completo ou em andamento na área de Tecnologia da Informação.

MERCADO DE TRABALHO

Novos aplicativos são lançados todos os dias, então a demanda por profissionais capazes de testar esses produtos cresce tanto quanto o mercado de desenvolvimento. E a exemplo de outras funções da área digital, há muito mais trabalho do que analistas.

Para iniciar na carreira, o candidato deve se interessar por tecnologia com foco em usabilidade e experiência do usuário. É possível atuar em diversos segmentos, como aplicativos, jogos, e-commerces, entre outros.

Colabore com esse material e com os futuros profissionais compartilhando suas experiências nos comentários abaixo. Veja mais posts sobre Guia de Profissões.

Confira os trampos na área de TI

DEIXE UM COMENTÁRIO