ezgif.com-optimize

A área de Design possui inúmeras possibilidades de atuação, seja na criação de peças impressas ou digitais. As oportunidades para profissionais que trabalham com Motion Design vêm crescendo à medida que as empresas apostam no Marketing Digital. O Motion Designer é responsável por dar vida e movimento aos elementos gráficos.

Leia também:
» Guia de Profissões: Diretor(a) de Arte
» Encontre o mojo do seu portfólio
» Infográfico: 5 desafios para despertar sua criatividade

O conceito de motion design não é tão novo quanto parece. Lembra das vinhetas malucas da MTV? Pois é! Na verdade, o conceito existe desde o surgimento do cinema e da televisão. Assim, créditos e identidades visuais são as primeiras referências dessa área de criação. O avanço da tecnologia e dos softwares fez com que o estilo se tornasse bastante popular em produções audiovisuais modernas.

Uma imagem impressa não é tão diferente de uma foto vista no Instagram. Mas o vídeo se torna um material fascinante, uma representação da vida real ou a realização de universos que só existiam na nossa imaginação. Vídeos são excelentes para promover marcas e produtos porque exploram tudo o que o mundo digital pode proporcionar (imagens em movimento, cores, música, interatividade, etc.).

Peças como este anúncio da Apple, produzido em 2013, foram criadas por diversas empresas, e provavelmente apresentaram o motion design para muitos novos fanáticos por arte digital.

O QUE FAZ?

Para relembrar, o Motion Designer é o artista responsável por combinar animações de elementos gráficos e textos. E é justamente a oportunidade de criar arte em movimento que atrai os designers para este caminho.

É possível encontrar motion design em propagandas, aberturas de novelas, créditos de filmes e séries, identidades visuais, sites, smartphones, tablets e até em efeitos de pós-produção.

Então, as tarefas diárias podem variar de acordo com o segmento. Mas a principal atividade de um Motion Designer é criar animações a partir de ideias e concepções discutidas com o Diretor de Arte. É comum que o profissional participe ativamente de todo o processo de criação (conceito, storytelling, identidade visual e animação).

O grande desafio dos Motion Designers é fazer com que as animações funcionem corretamente em dispositivos diferentes. Se a ideia se mostrar inviável após os testes, a alternativa é repensar o projeto para que o material possa ser visto pelo público-alvo. Neste momento é preciso uma boa dose de criatividade para reformular uma ideia e ainda manter sua essência.

QUANTO GANHA?

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um profissional Júnior varia entre R$ 1.500 e R$ 2.500. Já a bolsa para estagiários normalmente é de R$ 1.000 até R$ 1.500,00. Para cargos de nível Pleno, os salários podem chegar a R$ 6.500.

PERFIL E CARACTERÍSTICAS DO PROFISSIONAL

A base de conhecimentos fundamentais do Motion Designer é a mesma de outros designers: boas noções de arte, composição, textura, perspectiva e referências criativas.

As diferenças aparecem em função do meio onde ele exibirá seu trabalho. Por isso, quem trabalha com motion design deve ter conhecimentos de cinema e de produção multimídia. Essa visão cinematográfica facilita a criação, porque o designer irá pensar na melhor forma de apresentar o conteúdo e atrair o expectador.

Além da sólida base de Design, os requisitos técnicos incluem domínio dos softwares Adobe como After Effects, Premiere, Photoshop e Illustrator. Apesar de mais antigo e quase defasado, o Flash ainda é utilizado por algumas empresas.

Para aqueles que desejam atuar na web, é importante ter conhecimentos de HTML5, CSS3 e JavaScript. Inglês intermediário ou avançado é imprescindível para acompanhar estudos e tutoriais da área. A formação acadêmica normalmente é em Design Digital, Desenho Industrial, Publicidade e Propaganda. Para estar um passo a frente dos concorrentes, estude técnicas de ilustração e 3D.

Um bom Motion Designer é criativo e, principalmente, inovador. A sensação que temos hoje é de que tudo já foi feito e refeito. É essencial ter uma bagagem cultural recheada para pensar em conteúdos e imagens atraentes e interessantes.

MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho segue bastante favorável, porque vídeos são uma forma muito interativa e efetiva de se comunicar com o público. O comportamento do usuário atual mostra que a maioria das pessoas prefere acompanhar imagens do que ler longos textos e notícias, então a produção de materiais audiovisuais pode trazer resultados mais rápido.

Motion Designers podem atuar como freelancers ou em agências de comunicação e estúdios criativos. O importante é estudar as técnicas, escolher qual caminho visual seguir e criar um portfólio que apresente todas as suas habilidades.

Colabore com esse material e com os futuros profissionais compartilhando suas experiências nos comentários abaixo. Veja mais posts sobre Guia de Profissões.

Confira os trampos para Motion Designer

DEIXE UM COMENTÁRIO