20 habilidades mais requisitadas para Gerentes de Projetos em 2017

As 20 habilidades de Gerentes de Projetos essenciais em 2017 | tutano

Se você trabalha com gestão de projetos atualmente, você provavelmente lida (e muito) com conteúdo digital. Alguns gerentes de projetos vêm de áreas diferentes, como o design ou desenvolvimento e, por isso, têm pouco treinamento no mundo digital.

Leia também:
» 20 dicas de gerenciamento de tempo que eu queria ter conhecido antes dos 20 anos
» Infográfico: linha do tempo da Gestão de Projetos
» 7 melhores ferramentas de gestão de projetos

Se é o seu caso, aqui estão algumas dicas e habilidades que você deve possuir para fazer sua equipe te amar e te respeitar.

 

1. Criação de conteúdo e habilidades de edição

O conteúdo é e sempre foi “o rei”. Ser capaz de compor e editar vai fazer de você um membro valioso da sua equipe. Seja compondo um resumo para um designer, um post para a agência ou um e-mail para um cliente, habilidades de composição são cruciais. Assim como as habilidades de edição.

Já viu Designers compondo textos? (Normalmente) o resultado não é muito legal, porque não é a especialidade deles. Um bom gestor de projetos deve ser capaz de transformar as palavras do designer em algo atraente e legível.

 

2. HTML / CSS

HTML e CSS são as linguagens que “dão a cara” para a internet. Se você já fez algo online, então, já deve ter lidado com HTML. Ser capaz de editar ou escrever HTML é uma ótima habilidade para ajudar os designers ou os desenvolvedores em situações difíceis.

Quanto mais souber, mais se sentirá capaz de ajudar os outros. De vez em quando, tarefas simples como formatar o conteúdo para a web, adicionar texto, imagem ou um vídeo do Youtube farão uma grande diferença para os desenvolvedores. O Codeacademy.com, lynda.com e a w3schools são ótimos sites (gratuitos!) para aprender HTML.

 

3. FTP

O protocolo de transferência de arquivos (FTP em inglês) é um modo comum de se conectar ao servidor e ao sistema de arquivos locais e na web. Todo gestor de projetos entende o Dropbox, mas ter um conhecimento sobre o FTP vai te destacar da multidão.

O ato de escolher e entregar arquivos é possível ao se conectar com um programa gratuito de FTP como o FileZilla ou o CyberDuck. Meu favorito é o Transmit para Mac, que vem com um pequeno, porém justo, preço a ser pago.

 

4. Analytics & Relatórios

Os dados são a moeda do futuro. Os gerentes de projetos precisam entender como coletar e interpretar esses dados. A maneira mais acessível de se começar é aprendendo o Google Analytics. Analytics é uma plataforma que é praticamente o padrão da indústria – é intuitiva e bem documentado. É fácil instalar o código do Analytics nos sites e o passo a passo do Google torna quase impossível estragar tudo.

Lembre-se, ser capaz de configurar o Analytics não significa que você entende os relatórios. O próprio Google oferece dicas para usar a plataforma. Após receber toda essa informação, você também se tornará um profissional certificado de Analytics. Ter o certificado pesa mais nessa indústria do que você imagina!

 

5. Arquitetura da Informação

Não é esperado que os gerentes de projeto sejam especialistas em usabilidade ou que gastem seus dias configurando a experiência do usuário, mas entender como auditar e classificar a informação será uma habilidade muito apreciada. Ser logicamente capaz de categorizar e estruturar informações é fundamental, visto que a equipe espera gastar seu tempo com design e desenvolvimento e não gerenciando informações.

Não se esqueça, é trabalho do(a) gestor(a) de projetos garantir que todos os membros da equipe possam fazer seu trabalho de forma eficaz. Ferramentas simples como POP, Frame Box ou Gliffy podem ajudar no processo.

 

6. Conhecimentos em sistemas de gestão de conteúdo

WordPress, ExpressionEngine e Drupal são três dos sistemas de gestão de conteúdo mais populares. Na sua maioria, após ter visto um, você saberá como funcionam todos. Entender a teoria por trás do sistema é importante; alguns conteúdos são editáveis e alguns são codificados em templates.

Ser capaz de criar, editar e publicar conteúdo através de um sistema é uma ótima habilidade para se ter. Ao ser capaz de adicionar imagens, cópias e outras peças importantes de conteúdo em um sistema, você estará economizando várias horas tediosas ao seu desenvolvedor.

 

7. Mídias Sociais

Entender as múltiplas plataformas de publicação e gerenciamento de mídias sociais é uma habilidade valiosa. Todos estão tentando construir uma presença social – seja uma página no Facebook e um perfil no Twitter ou criando um perfil em qualquer uma das infinitas combinações de redes sociais. Os gerentes de projetos precisam conhecer as limitações do conteúdo e o que é possível para as várias plataformas.

Muitas pessoas usam ferramentas adicionais para as mídias sociais abrangendo desde Hootsuite e o TweetDeck, até softwares corporativos como Radian6 ou o Virtue. Ter o entendimento de como essas ferramentas funcionam é relevante e verdadeiramente impactante para quem sabe quais usar e porquê.

 

8. SEO

Ferramentas de busca ainda dominam o processo de descoberta digital. Ser capaz de melhorar o ranking do seu site nas pesquisas é muito importante – ou pelo menos ter noção de como funciona. SEO é sobre criar e conectar conteúdos de modo a aumentar a relevância deles nas ferramentas de busca. Entender como a codificação, o conteúdo e o link da página trabalham juntos para atingirem uma colocação melhor nas pesquisas beneficiará qualquer projeto que você gerenciar.

Geralmente, os designers e programadores não se preocupam muito com isso se não forem encorajados. Se você está começando, o SEOmoz é um ótimo site e software para se aprender sobre e como otimizar as experiências de SEO.

 

9. Keynote / Powerpoint

Contar histórias atraentes de forma organizada é a base da maioria das estratégias de marketing atualmente. Ser capaz de montar uma bela apresentação é um trunfo maior ainda. O livro slide:ology, de Nancy Duarte, é uma ótima indicação para se aprender essa arte.

Ferramentas como o Prezi, Slide Rocket ou Haiku Deck são plataformas na web lotadas de templates disponíveis. E se quiser aprender a criar apresentações cativantes e encantadoras, recomendamos o Além do PPT.

 

10. Habilidades de apresentação

Ser capaz de apresentar uma história concisa, coesa e atraente vai fazer você se destacar. Quando muitas pessoas tentam contar as mesmas histórias, o formato é o que conquista. Ter ótimas habilidades de apresentação é o grande diferencial entre um líder e um gestor na área interna da empresa.

Habilidades de apresentação podem fazer um PowerPoint medíocre parecer excelente. Ninguém se lembrará de quão bonito o slide era; eles lembrarão de como se sentiram em relação à pessoa que apresentou a informação.

 

11. Habilidades com edição de fotos

Há diversos editores online que cortam, redimensionam e alteram cores. Ser capaz de fazer pequenas alterações em imagens ou criar títulos melhora consideravelmente a eficiência editorial. E aumenta o moral do designer em 200%.

 

12. Linguagem de marketing e jargões da Tecnologia

Pode parecer óbvio, mas saber usar a linguagem adequada te ajudará a compreender e contribuir ainda mais para a conversa com equipes de outras áreas. Entender o que é jQuery e como ele ajuda a melhorar a interatividade em uma página, resultando em engajamentos mais fortes e aumento na taxa de conversão, vai fazer você conquistar o respeito de seus clientes e colegas.

 

13. Atenção a detalhes

Talvez você esteja dando uma risadinha de canto de boca e pensando “mas é claro que precisa, dããã”, mas eu vejo muitos projetos de empresas grandes e respeitadas sendo lançados com problemas grosseiros. Problemas como erros de digitação, links quebrados ou falhas na interação podem ser facilmente descobertos por um gestor de projetos orientado as detalhes.

 

14. Organização

Manter a casa arrumada ajuda no rendimento, em se tratando da linha do tempo de um projeto. Tarefas simples normalmente levam o triplo do tempo por causa de ineficiências na nomeação de arquivos ou de etapas incompletas no fluxo de trabalho. Às vezes, designers e criativos não estão cientes do quadro geral enquanto organizam seus trabalhos. É de responsabilidade do(a) Gerente de Projetos intervir e garantir que o protocolo esteja sendo seguido.

 

15. Conhecer metodologias formais de gestão de projetos

Existem até escolas de metodologias que ensinam como enxergar gestão de projetos de uma perspectiva de ciclo de vida. Conhecimento formal em Waterfall, Scrum e Agile é mais do que essencial: é imprescindível. Projetos diferentes têm necessidades e complexidades diferentes, e conhecer formas diferentes de lidar com tarefas te tornará um herói tanto para o cliente, como para sua equipe. Saber se virar com ferramentas como Basecamp, Liquid Planner ou Pivot Tracker, por exemplo, melhoram a percepção que outros têm sob você como líder.

16. Relações com fornecedores e parcerias estratégicas

Às vezes, você não consegue fazer tudo internamente por conta de limitações específicas ou problemas de velocidade de conexão. Ter a capacidade de procurar e qualificar fornecedores é uma ótima habilidade de gerentes de projetos. Ter uma bagagem de pessoas é ainda melhor. Ser capaz de gerenciar fornecedores externos e freelancers é uma forma de arte por si só.

 

17. Conhecimento de tecnologias modernas e plataformas emergentes

Entender as possibilidades do que pode ser feito é essencial ao trabalho de um gerente de projetos. Ser um GP na era digital significa que você precisa estar atento à todos os elementos da tecnologia, de APIs até plataformas SaaS (Software Como Serviço). Se, no começo, a tecnologia for estranha para você, tudo bem. Aproxime-se das suas equipes de tecnologia – eles serão seus melhores amigos e guias do espaço digital. Eles gostam de compartilhar suas paixões.

 

18. Habilidades de negociação

Tempo é dinheiro, e os prazos também são. Um grande gesrente de projetos sabe como mitigar riscos e trabalhar com a sua equipe e com o cliente para controlar mudanças de escopo e redução de prazos. Um gerente de projetos deve ser capaz de negociar taxas com os fornecedores, prazos com os clientes e expectativas com as equipes internas.

 

19. Responsabilidade fiscal

Empresas não funcionam somente com codificações otimizadas e belos designs. Elas funcionam na base do dinheiro que os belos designs e as linhas de código geram. Um bom gerente de projetos entende as implicações que a margem de lucro e o impacto do tempo têm sobre o resultado final. Este entendimento faz parte das suas rotinas diárias bem como o escopo e os recursos do projeto.

 

20. Perspectiva positiva

Eu não sou uma palestrante de discursos motivadores ou uma Oprah, mas uma perspectiva positiva desempenha um papel importante na vida de um gerente de projetos. Como um GP, você é a cola que gruda o projeto e a equipe juntos (<3). Quando algo dá certo, é sempre outra pessoa que recebe os créditos e, quando algo dá errado, é sempre sua culpa. Manter um sorriso no rosto em ambos os casos é crucial.

 

Lembrando que não é preciso dominar todas as habilidades. Conhecimentos básicos em algumas delas já te destacam como profissional!

Agora que você já sabe as principais habilidades de gerentes de projetos em 2017, que tal dominar as ferramentas e técnicas mais usadas no mercado?

Aprenda com quem domina do assunto

Neste workshop intensivo, vamos mostrar esse universo, as fases de um projeto e o que pode ser mais eficiente aplicado em digital. A Ampfy vai revelar os segredos e influências da agência e como selecionou o melhor de cada método para atender grandes marcas.

quero saber mais sobre o curso!

Ministrante
DOUGLAS BOCALÃO
SÓCIO E DIRETOR DE OPERAÇÕES

Publicado originalmente em [Hubspot]. Adaptado por Tutano.

DEIXE UM COMENTÁRIO