brasileirinhas3

As oportunidades da Brasileirinhas Distribuidora de Filmes divulgadas no trampos.co inevitavelmente geram um grande buzz de comentários. Das observações mais criativas às piadinhas clichês, a curiosidade impulsiona centenas de compartilhamentos na internet.

Leia também:
» “O mais importante no ambiente de trabalho é sempre ter um propósito”
» Infográfico: 12 frases para nunca dizer no trabalho
» Como incorporar a igualdade de gênero na indústria de publicidade

Atualmente, é uma das empresas que recebem o maior volume de interesses dentro do serviço. Desde abril de 2013, foram divulgadas 48 oportunidades totalizando 11.385 interesses enviados em oportunidades para programadores, tratadores de imagem, redatores e web designers.

Confira as vagas abertas da Brasileirinhas aqui

Mas, em resumo, o trabalho é legítimo e sério como qualquer outro. Portanto, como será que os recrutadores lidam com essa zoeira sem limites? Adriana Cecchi, analista SEO e responsável pelas equipes de conteúdo e tratamento de imagem, gerencia os processos seletivos e tem um grande trabalho para escolher os profissionais.

“Acontece com frequência de marcarmos a entrevista e a pessoa desistir. Para nós, além da competência, o maior requisito é que o profissional não tenha nenhuma restrição com conteúdo adulto. É engraçado ter que dizer isso, até parece óbvio, mas é importante frisar”.

Apesar de tamanho barulho, as oportunidades são para o escritório e não para o estúdio. Conforme Adriana, dificilmente acontece o contato direto com as atrizes e atores. A rotina é semelhante a de qualquer outro setor de comunicação ou agência.

brasileirinhas1

escritório da empresa na República, região central de São Paulo

Considerada uma das maiores produtoras de vídeos pornográficos do Brasil, a empresa investe na produção para internet, com vídeos e conteúdos para assinantes, o que exige tratamento de imagem e textos, por exemplo. São lançados dois filmes por mês, o que gera ao site 5 milhões de usuários únicos mensais.

“Começamos com a edição de vídeo, depois de pronto, o filme chega para a redação, que descreve e otimiza todos os textos. Em paralelo, o tratamento de imagem, seleciona, escolhe e trata as fotos para, assim, atualizar o site”, explica Adriana.

TABU

A principal dificuldade de contratação é atribuída aos candidatos brincalhões. “Às vezes a vaga é para estágio e graduados também enviam currículo, isso já reduz boa parte. Recebemos muitos candidaturas de brincadeiras ou com intenções não profissionais”.

Para a empresa, o causador de todo esse agito é o tabu em torno do sexo e da indústria de filmes eróticos. “Já que o pornô gera tanto clique e interesse, por que não falar abertamente sobre o tema? É um preconceito bobo”. Em cada nova demanda de contratação da empresa, canais de notícias online (como Folha de S. Paulo, R7 e G1) reproduzem a vaga como matéria — um escape para falar de “pornô” de forma indireta e ganhar mais acessos.

A produtora acredita que a grande mídia deveria explorar e desmistificar o assunto de maneira séria. “O (serviço de anúncios Google) Adsense não trabalha com conteúdo adulto e, com isso, ignoram a palavra mais buscada no engine deles. É um absurdo”, avalia a analista.

Confira as vagas abertas na Brasileirinhas

DEIXE UM COMENTÁRIO