2016-06-28_guia-profissional-de midia

A maioria das pessoas tem dificuldade de imaginar áreas da publicidade que não estejam totalmente ligadas à criatividade. Mídia com certeza é uma delas. No entanto, o trabalho desse profissional é tão importante quanto a arte criada para uma campanha. Sua principal tarefa é analisar o mercado e desenvolver a melhor estratégia para atingir o público-alvo.

Leia também:
» Guia de Profissões: Planejamento
» Infográfico: Google Ads vs. Facebook Ads
» Quais habilidades desenvolver em cada fase da sua carreira

Assim como o Atendimento, a área de Mídia também conecta a agência ao cliente. Mas seu trabalho envolve pesquisas sobre a veiculação das campanhas, então é preciso adicionar um terceiro elemento à conversa: o veículo de comunicação. O profissional de mídia deve analisar as solicitações de cada frente e conciliar as exigências pensando no melhor resultado para a marca.

O objetivo é construir uma marca forte e consolidar sua liderança no mercado. Para isso, é imprescindível que a mensagem encontre o público certo. É papel da área de Mídia pesquisar o segmento de seu cliente, inclusive seus concorrentes. A partir dessas informações, deve captar os melhores recursos a fim de garantir a eficácia da campanha.

O grande desafio da profissão é acompanhar o perfil do consumidor, que muda muito rápido. Para entender por que essa mudança acontece, é importante estar sempre atualizado sobre produtos e serviços presentes no mercado. Atualmente, o profissional de mídia não é apenas responsável por números e métricas, ele deve entender e ser especialista no consumidor.

O QUE FAZ?

Alguns podem imaginar que o trabalho na área de Mídia é bastante quadrado, já que inclui pesquisas, planejamentos estratégicos e relatórios. Mas, na verdade, o dia a dia é bastante dinâmico, equilibrando tarefas mais analíticas e apresentações para clientes, por exemplo.

Além da parte analítica e criativa, o profissional será responsável pela implementação, coordenação e avaliação de investimentos, bem como pela negociação com parceiros e veículos. Deve observar o que trará maior resultado para o anunciante e otimizar as campanhas de acordo com os KPI’s definidos para cada campanha/veículo.

Outra atividade básica do Mídia é direcionar a veiculação e o investimento das campanhas de cada cliente. Ele controla o orçamento e avalia todas as possibilidades para atingir o público-alvo. Por isso, é preciso estar atualizado sobre as tendências do mercado, estudando quais meios de comunicação se adequam melhor a diferentes objetivos (geração de visitas ao site, visibilidade e awareness, geração de cadastro, entre outros).

Vale lembrar que a área de Mídia conquistou um espaço de destaque nas agências de comunicação. Se antes o profissional atuava somente no início de uma ação, hoje eles participam do processo completo, acompanhando tudo em tempo real. Em geral, o acompanhamento de resultados é feito em conjunto com a equipe de Business Intelligence.

QUANTO GANHA?

Conforme os dados das oportunidades divulgadas no trampos.co, a faixa salarial de um profissional Júnior varia entre R$ 2.000 e R$ 3.000. Já a bolsa para estagiários normalmente é de R$ 1.000 até R$ 1.500,00. Para cargos de nível Sênior, os salários podem chegar a R$ 5.000.

PERFIL E CARACTERÍSTICAS DO PROFISSIONAL

É fundamental que o profissional de mídia goste do intenso contato diário com pessoas. Além de mediar a relação entre agência, cliente e veículo, ele deve buscar e estar aberto a novas parcerias.

O estereótipo mais comum é justamente aquele em que o profissional sempre é convidado para compromissos sociais e conhece todo mundo. Exageros a parte, o Mídia de fato precisa manter uma boa rede de contatos, com fornecedores, influenciadores e colegas de profissão. Dessa forma, ele aumenta as chances da ação se tornar interessante e popular.

O perfil mais procurado pelas agências é o profissional com boa capacidade analítica e ótimo relacionamento interpessoal. Também deve dominar a arte da negociação e ser flexível para encontrar o melhor acordo.

No campo técnico, os softwares mais utilizados são Excel e PowerPoint. Além disso, o profissional deve ter completo domínio de ferramentas de implementação e gestão de campanhas em AdWords, Facebook, Twitter e YouTube. Para trabalhar de maneira mais ágil é essencial ter conhecimento dos formatos de mídia e suas especificações. A formação superior costuma ser bem abrangente e inclui cursos como Publicidade, Comunicação Social, Marketing e Administração.

MERCADO DE TRABALHO

A área de Mídia está entre as mais requisitadas no mercado publicitário. De acordo com um levantamento feito pelo trampos.co em dezembro, Analista de Mídia foi a 8ª função mais procurada pelas empresas em 2015.

O papel atual do profissional de mídia é analisar o objetivo das marcas e criar uma conexão real com as pessoas. Além disso, compreender os motivos que levam as pessoas a confiarem em determinadas marcas. O trabalho da área é baseado em pesquisas cada vez mais frequentes, uma vez que o sucesso ou o fracasso são constatados em tempo real.

Para se destacar e fazer diferente, o profissional deve focar principalmente no consumidor. Números são importantes quando falamos de um bom desempenho, mas ao desvendar os desejos da audiência e atingi-la de forma certeira, é muito provável que os resultados obtidos sejam melhores.

Colabore com esse material e com os futuros profissionais compartilhando suas experiências nos comentários abaixo. Veja mais posts sobre Guia de Profissões.

Confira os trampos na área de Mídia

DEIXE UM COMENTÁRIO