Como fazer uma entrevista: 5 dicas essenciais

2015-08-24_Como_conduzir_uma_entrevista

Entrevistas podem ser experiências estressantes, e não só para o candidato. Como entrevistador, sua função é difícil. Pode haver uma grande pressão para chegar à decisão certa e contratar o melhor candidato. Como fazer uma entrevista? O que fazer para acertar?

Leia também:
» 10 perguntas comportamentais para fazer na entrevista
» Soft skills: como avaliá-las em uma entrevista
» 15 dicas para melhorar suas habilidades como entrevistador

Há centenas de livros sobre as mais variadas técnicas de entrevista e dicas de como se comportar. A maioria é excelente, mas podem ser resumidos em cinco pontos essenciais.

1. Relaxe

Algumas pessoas acreditam que a melhor maneira de como fazer uma entrevista é colocando o candidato sob pressão extrema. É verdade que há situações onde é certo pressionar. Por exemplo, se você suspeita que o candidato está sendo desonesto, talvez precise pressioná-lo para conseguir a verdade. Em termos gerais, porém, é preciso discordar mais dessa técnica.

Se sofrerem pressão desnecessária, grandes candidatos podem se questionar por qual razão iriam querer trabalhar em sua empresa. Isso pode passar uma má impressão. Até mesmo o melhor candidato teria dificuldades em brilhar nessas situações.

Um dos objetivos da entrevista é saber como as pessoas realmente são. Quanto mais relaxado estiver o candidato (e você também), maior será a probabilidade dele ser verdadeiro, o que irá te ajudar a conhecer melhor a real pessoa com quem, potencialmente, trabalhará.

Como fazer uma entrevista | tutano

2. Procure lacunas

Um bom ponto de partida é pedir ao entrevistado que fale sobre seu currículo. Enquanto ele está falando, procure por qualquer lacuna entre os empregos que não foi explicada. Se encontrar alguma, pergunte sobre ela. Não se contente com explicações vagas, peça informações específicas.

O que as pessoas fazem durante as lacunas e o porquê delas pode ser revelador. Por exemplo, em um mercado flutuante, uma lacuna de seis meses pode indicar que o candidato tem pouca vontade ou motivação. Lacunas frequentes por motivo de viagens podem indicar que o verdadeiro interesse da pessoa está em ganhar o suficiente para viajar novamente. Claro, muitas pessoas têm lacunas legítimas em seus currículos, mas é sempre bom investigar.

3. O que incomoda?

Pergunte ao entrevistado duas questões que podem revelar detalhes importantes sobre seu comportamento:

Por que saiu do último emprego?
O que mais gostou e menos gostou no seu último emprego?

As respostas podem te ajudar a comparar o cargo que está oferecendo com o que o candidato mais e menos gosta. Isso serve para avaliar se ele se encaixa adequadamente.

4. O que estão realmente procurando?

Antes de descrever a oportunidade que está oferecendo, pergunte o que o candidato está procurando em seu próximo emprego. Então descreva detalhadamente sua empresa, a função e qual seu candidato ideal. É essencial perguntar ao candidato antes. Se descrever o cargo primeiro, candidatos experientes simplesmente vão confirmar que têm o que você precisa.

Com a resposta, você será capaz de avaliar se a vaga é certa para o candidato e se o candidato se encaixa com o que você está oferecendo.

Como fazer uma entrevista | tutano

5. O que as referências dizem sobre ele?

Muitas vezes você vai ler em guias de como fazer uma entrevista que o ideal é perguntar às pessoas como elas descrevem a si mesmas ou quais são suas maiores fraquezas. O problema com esse tipo de pergunta é que todo mundo está preparado para isso, o que leva a respostas padrões como “sou perfeccionista” ou “sempre me cobro muito”.

Com pequenas alterações, você pode transformar isso em uma questão extremamente perspicaz. Pergunte: “Se eu ligar para suas referências, como irão descrevê-lo?”. Candidatos saberão que você irá validar as respostas e, por isso, se sentirão obrigados a considerar o que suas referências vão afirmar e dirão algo honesto e significativo.

Em resumo: como fazer uma entrevista?

Entrevistar é tão ciência quanto arte e, assim como muitas coisas na vida, quanto mais praticar, mais efetivo vai se tornar como entrevistador.

Se você puder mostrar ao candidato que está, sinceramente, procurando por alguém que vai gostar e que será bom no emprego, você terá um grande sucesso como entrevistador. Quando encontrar o candidato certo, você perceberá que não está entrevistando: estará apenas conversando. Isso é o que o escritor Bill James quis dizer quando afirmou: “Chega um momento durante a entrevista que você ainda está falando, mas se sente à vontade para tirar os sapatos”. Aproveite!

Podemos te ajudar a encontrar os melhores profissionais

Divulgue, Gerencie, Contrate. Conheça nossa plataforma de publicação de vagas e encontre o candidato ideal.

Texto originalmente publicado no site Good.co e traduzido pela equipe do Tutano.

DEIXE UM COMENTÁRIO